AS 7 PESSOAS MAIS AZARADAMENTE SORTUDAS DO MUNDO

Frane Selak
Escapou de um trem descarrilhado, de um avião em queda livre, de um acidente de ônibus, de um carro em chamas e de mais 2 acidentes de carro... mas então, ganhou $ 1.000.000 dólares na loteria!

 

Frane Selak (nascido em 1929) é um professor de música Croata famoso por suas inúmeras fugas de acidentes fatais:

Em janeiro de 1962, Selak estava viajando de trem de Sarajevo para Dubrovnik, quando o trem descarrilou e caiu em um rio gelado, matando 17 passageiros. Selak conseguiu escapar, e só teve um braço quebrado, pequenos arranhões e contusões.
 
No ano seguinte, durante uma viagem de avião de Zagreb para Rijeka, a porta do avião explodiu, jogando-o para fora. Embora outros 19 tenham morrido, ele sofreu apenas ferimentos leves e pousou milagrosamente em um palheiro.


Em 1966, ele estava em um ônibus que caiu num rio. Quatro outras pessoas foram mortas, mas Selak conseguiu escapar ileso.


Em 1970, em um posto de gasolina, ele conseguiu escapar ileso antes que uma bomba de combustível defeituosa fizesse seu carro ser engolido por chamas.


Em 1973, outro dos carros de Selak pegou fogo, forçando as chamas através das aberturas de ventilação. Ele não sofreu ferimentos graves, mas perdeu a maior parte de seu cabelo.


Em 1995, ele foi atropelado por um ônibus da cidade, mas mais uma vez, sofreu apenas ferimentos leves.


Em 1996, ele escapou quando seu carro caiu de um penhasco para desviar de um caminhão que se aproximava em rota de colisão. Ele conseguiu pular do carro e pousar em uma árvore, e viu seu carro explodir cerca de 300 metros abaixo de onde ele estava.


 
Em 2003 ele ganhou $ 1.000.000 (um milhão) de dólares na loteria Croata, e afirmou que "eu sei que Deus estava me observando ao longo de todos estes anos." Ele supostamente se recusou a voar para a Austrália para atuar em um comercial de Doritos, dizendo que "não queria testar a sua sorte".

Ele disse que, dependendo do ponto de vista, pode ser visto como "homem mais azarado do mundo, ou homem mais sortudo do mundo", e prefere ser o último.




John Lyne
Sofreu 16 acidentes graves em sua vida. Quando adolescente, ele caiu de uma árvore, foi lavo ao hospital em seu caminho de volta do hospital, o ônibus caiu em um barranco.

 

John Lyne poderia muito bem ser considerado o homem mais azarado da Grã-Bretanha. "John Calamidade", como é conhecido, já sofreu 16 acidentes graves em sua vida, incluindo queda de relâmpagos, queda de rochas em uma mina e três acidentes de carro. "Eu não acho que haja qualquer razão ou explicação. As coisas poderiam ter sido muito piores e eu poderia ter morrido, mas isso não me preocupa muito".

Os percalços Sr. Lyne ocorreram por toda a sua vida e ele foi reconhecido como notório azarado por sofrer, por duas vezes dois acidentes simultâneos. Quando criança, ele caiu de um cavalo numa carroça - apenas para ser atropelado por uma van de entrega. Seu acidente mais notório ocorreu quando ele era adolescente,  e quebrou o braço caindo de uma árvore. Em seu caminho de volta do hospital, após medicado, seu ônibus caiu em um barranco, quebrando o mesmo braço em outro lugar. A data, claro, era sexta-feira 13.


William "Bud" Post 

Ganhou na loteria, mas foi processado por tanta gente, que finalmente, acabou falindo e morrendo.

William "Bud" Post ganhou US $ 16,2 milhões em um sorteio na Pensilvânia em 1988, mas acabou vivendo de seu Seguro Social. "Eu gostaria que isso não tivesse acontecido. Foi um total pesadelo", diz ele.

Sua ex-namorada processou-o para obter uma parcela de seus ganhos. Um irmão foi preso por contratar um assassino para matá-lo, pois esperava herdar uma parte do Dinheiro. Outros irmãos o importunaram até que ele concordou em investir em um negócio de carros e em um restaurante em Sarasota, Flórida, - dois empreendimentos que não trouxeram dinheiro de volta e ainda tornaram mais tensa a relação com seus irmãos. Por fim, Willian ainda passou um tempo na prisão por disparar uma arma sobre a cabeça de um cobrador. Dentro de um ano, ele dilapidou sua fortuna e ainda acumulou US $ 1 milhão de dólares em dívidas.


Ele admitiu que foi um tanto quanto descuidado e insensato, tentando agradar a sua família. No final, declarou falência e viveu os seus ultimos dias com US $ 450 por mês e vale-refeição. "Eu estou cansado, estou com mais de 65 anos, e sofri uma séria operação de um aneurisma cardíaco. Loterias não querem dizer mais nada para mim", disse. Ele antes de falecer em 15 de janeiro, de insuficiência respiratória.




  Major Summerford
Atingido por raios ... 4 vezes!

 

Um oficial britânico, Major Summerford, enquanto lutava nos campos de Flandres, em fevereiro de 1918 foi derrubado de seu cavalo por um relâmpago que o paralisou temporariamente da cintura para baixo. Após isso, Summerford se aposentou e mudou-se para Vancouver. Um dia, em 1924, quando ele pescava ao lado de um rio, um raio atingiu a árvore, em que ele estava sentado embaixo e paralisou seu lado direito. Dois anos mais tarde, Summerford ja suficientemente recuperado, estava caminhando em um parque local. Era um dia de verão de 1930, quando um raio novamente o atingiu, paralisando-o permanentemente. Ele morreu dois anos depois. Mas, um raio achou-o ainda mais uma última vez. Quatro anos mais tarde, durante uma tempestade, um raio atingiu o cemiterio e destruiu uma lápide. O defunto enterrado lá? Major Summerford.



Henry Ziegland
Morto por uma bala muito persistente

Henry Ziegland pensou que havia driblado o destino. mas se deu mal. Em 1883, ele rompeu um relacionamento com sua namorada, que, angústiada, cometeu suicídio. O irmão da moça ficou tão enfurecido, que caçou Henry e lhe deu um tiro. O irmão, acreditando ter matado Ziegland, depois virou a arma contra si mesmo e tirou a própria vida. Mas Ziegland não havia sido morto. A bala, de fato, o havia atingido de raspão o rosto e se alojou em uma árvore. Certamente ele pensou que era um homem de sorte. Alguns anos depois, Henry decidiu cortar a grande árvore, que ainda tinha a bala em seu interior. A tarefa parecia tão formidável que ele decidiu explodi-la com algumas bananas de dinamite. A explosão lançou a bala na cabeça de Ziegland, matando-o.

Ann Hodges 

A única pessoa (Registrada) a ter sido atingida por um meteorito.

 

 

Elizabeth Ann Hodges (1923 - 1972) de Sylacauga, Alabama é a única pessoa registrada no mundo a ter sido atingida por um meteorito. Em 30 de novembro de 1954, ela estava dormindo em seu sofá da sala quando um meteorito do tamanho de um côco caiu através do telhado de sua casa. Ele atingiu seu rádio grande de madeira, destruindo-o, e em seguida a atingiu no braço e no quadril. Ela ficou ferida, mas ainda capaz de andar.



Quando caiu, o meteorito deixou marcas através da atmosfera, criando uma bola de fogo que foi visível em três estados. Como foi o primeiro caso documentado de um objeto extraterrestre atingindo uma pessoa, o evento recebeu publicidade mundial. A Força Aérea dos EUA enviou um helicóptero para levar o meteorito. O Marido de Hodges, Eugene, contratou um advogado para recuperá-lo. Os Hodgs Alegaram querer vendê-lo para cobrir os danos à casa. Houve ofertas de até 5.000 dólares para o meteorito. No momento em que o meteorito foi devolvido aos Hodges, mais de um ano depois, a atenção do público havia diminuído e eram incapazes de encontrar um comprador disposto a pagar muito dinheiro na pedra.

A senhora Hodges estava desconfortável com a excessiva atenção do público e com o estresse da disputa pela posse do meteorito. Contra a vontade do marido, ela doou o meteorito ao Museu de História Natural do Alabama. É uma pedra ordinária de
condrito (H4), e pesa cerca de 4 kg. Ele está em exposição até hoje na Universidade do Alabama.




Evelyn Adams
Ganhou na loteria duas vezes. Agora vive em um trailer

 

"Ganhar na loteria é o melhor que pode te acontecer. Até que te acontece", diz Evelyn Adams, que ganhou na loteria de Nova Jersey não apenas uma, mas duas vezes (em 1985, 1986), a quantia de US $ 5,4 milhões. Hoje, o dinheiro se foi, e Adams vive em um trailer. "Eu ganhei o sonho americano, mas perdi também. Foi uma queda muito difícil até fundo do poço", diz Adams.
"Todo mundo queria o meu dinheiro "Todo mundo estendeu sua mão. Eu nunca aprendi uma simples palavra no idioma Inglês..Eu gostaria de ter a chance de fazer tudo de novo. Eu seria muito mais inteligente sobre isso agora", diz Adams, que também perdeu dinheiro nas máquinas caça-níqueis em Atlantic City. "Eu era uma jogadora ja a muito tempo", admite. "Eu não cheguei a perder um milhão de dólares, mas ainda assim perdi muito dinheiro. Eu cometi erros, alguns me arrependo, e de outros não. Eu sou humana. Eu não posso voltar ao passado agora, então eu só posso ir para a frente, um passo de cada vez."






Aproveita que você não esta fazendo nada ai e assista meu Vlog. Ta da hora!!! 

AddThis